PARTIDOS DE ESQUERDA LANÇAM DOCUMENTO EM DEFESA DE SOBERANIA E DIREITOS

🔺Fundações do PT, PSB, PCdoB, PDT e PSOL se unem em torno de propostas para subsidiar debate eleitoral e ajudar na construção de um Legislativo comprometido com os anseios populares no próximo ano
BRASÍLIA – Fundações de cinco partidos de esquerda – PT, PSB, PCdoB, PDT e Psol – lançaram na terça-feira (3/07), no Congresso Nacional, um manifesto de compromisso com a reconstrução e o desenvolvimento do Brasil. A iniciativa, conforme afirmaram representantes destas legendas, é voltada para os parlamentares, com o intuito de renovar o Congresso brasileiro na próxima legislatura e fazer com que deputados e senadores sejam mais comprometidos com questões que resgatem direitos perdidos nos últimos anos, além de impedirem ações que levem ao desmonte do Estado, como tem acontecido.
 
“Todos reclamam do Congresso Nacional e, de fato, se estamos vendo um descontrole no país, sabemos que isso se deve ao Congresso”, afirmou a presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR).
 
“Cabe a nós, portanto, por meio do debate com a população e os movimentos sociais, nos comprometermos com as ideias aqui apresentadas para que tenhamos, além de um governo de esquerda, um número suficiente de parlamentares que assumam o compromisso de defender e lutar por estes temas”, ressaltou.
 
✳️De acordo com o presidente da Fundação Perseu Abramo, do PT, o economista Marcio Pochmann, o trabalho busca a construção, na base da unidade e convergência política voltada para os parlamentares, de pilares para o desenvolvimento do país nos mesmos moldes do manifesto lançado ano passado, intitulado “Para Reconstruir o Brasil”.
 
👉“O país, infelizmente, segue contaminado pela lógica de curtíssimo prazo”, disse Pochmann. Segundo o economista, o trabalho não consiste em um documento de apoio eleitoral ou partidário, mas sim voltado para a união das bancadas em torno de determinados temas, como evitar o desmonte do Estado, defender o patrimônio nacional, evitar a perda de direitos sociais e se posicionar contra propostas do governo voltadas para estas questões.
 
🔆“Pretendemos, a partir disso, fornecer subsídios nestas campanhas para tornar possível um debate com conteúdo e propostas que possam organizar melhor o voto dos brasileiros. E, em consequência, conseguir bancadas, a partir de 2019, ampliadas em relação a estes cinco partidos, para resgatar o papel nacional do Legislativo”, destacou Pochmann.
 
Fonte: Rede Brasil Atual
Por | 2018-07-04T16:31:26+00:00 jul 04, 18|

Sobre o Autor:

Marcio Pochmann é pesquisador no Centro de Estudos Sociais e Economia do Trabalho (Cesit) , professor titular no Instituto de Economia (IE) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e presidente da Fundação Perseu Abramo. Atuou como pesquisador junto às universidades italiana, francesa e inglesa. Foi presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e Secretario do Desenvolvimento, Trabalho e Solidariedade da Prefeitura de São Paulo e consultor em instituições nacionais e internacionais. Foi candidato a prefeito de Campinas em 2012 e 2016 pelo PT. Marcio tem mais de 50 livros publicados nas áreas de políticas públicas, mercado, economia e sociedade.

Deixe um Comentário