VAMOS FAZER UM 2019 DIFERENTE

Michel Temer, que não consegue retomar o crescimento econômico, além de promover profundos cortes nos direitos sociais.

Temer prepara a herança para 2019, que bem define para quem governa. De um lado, a opção pela elevação de 13% no preço do óleo diesel e de 16,4% nos salários do poder judiciário e, de outro lado, o corte para a metade do orçamento do programa bolsa família”, disse o estudioso no Twitter.

A Reforma trabalhista avança em meio à estagnação econômica que substitui o emprego assalariado por maior empreendedorismo por necessidade. No 1° semestre de 2018, a abertura de empresas foi a maior dos últimos 8 anos, especialmente no setor de serviços. Empresários de si próprio.

A economia piorou muito nos últimos dois anos. Caímos numa armadilha recessiva, sem emprego, com um brasileiro a cada três desempregado e a competição acirrada por uma vaga faz os salários serem puxados para baixo, aumentando a exploração do trabalhador

Para cobrir a diferença entre o aumento do custo de vida e a queda do poder aquisitivo, as famílias estão se endividando.É preciso que haja uma renegociação das dívidas das famílias com redução das taxas de juros, programas de estímulo ao aumento da produção e do emprego e a redução de impostos para trabalhadoras e trabalhadores que ganham menos, a base da pirâmide social.

 

 

 

Por | 2018-09-05T20:03:16+00:00 set 05, 18|

Sobre o Autor:

Marcio Pochmann é pesquisador no Centro de Estudos Sociais e Economia do Trabalho (Cesit) , professor titular no Instituto de Economia (IE) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e presidente da Fundação Perseu Abramo. Atuou como pesquisador junto às universidades italiana, francesa e inglesa. Foi presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e Secretario do Desenvolvimento, Trabalho e Solidariedade da Prefeitura de São Paulo e consultor em instituições nacionais e internacionais. Foi candidato a prefeito de Campinas em 2012 e 2016 pelo PT. Marcio tem mais de 50 livros publicados nas áreas de políticas públicas, mercado, economia e sociedade.

Deixe um Comentário